Institucional

A tradição e a busca rigorosa pela qualidade são algumas das características presentes na sociedade curitibana que encontram eco nos espaços do SAGRADO, Rede de Educação – Unidade Educacional Colégio Sagrado Coração de Jesus, em Curitiba/PR.
Fundado e mantido desde 1915 pelas Irmãs Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus, vindas da Itália, há décadas o Colégio vem oportunizando uma formação ética e cristã, que contribui com o desenvolvimento cívico, intelectual e espiritual dos seus educandos. A inauguração oficial ocorreu em 1918, mas desde o seu inicio foi visto como escola-modelo, por formar e educar com eficiência. Por aqui já passaram inúmeras pessoas que levam consigo a marca dos princípios clelianos da “educação que passa pelo coração”.
Avenida Iguaçu, 1550 – Água Verde – Curitiba/PR – CEP 80240-031. Telefone: 41 3112-9300



Logo Sagrado

A HISTÓRIA DO COLÉGIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

 

                    A história do Sagrado começa a ser contada em 1904, quando as Irmãs Apóstolas, recém-chegadas da Itália, iniciaram uma obra educativa no bairro do Água Verde, em Curitiba, com o objetivo de dar educação aos imigrantes italianos. Iniciaram os trabalhos de uma forma modesta, numa casa paroquial, limitando-se unicamente ao ENSINO PRIMÁRIO. O programa curricular era o mesmo que o da Itália, com acréscimo da língua portuguesa, da história e geografia do Brasil.

                    Em 1918, no mês de março, foi fundado o Colégio pela Congregação da Irmãs Missionárias Zeladoras do Sagrado Coração de Jesus, com o intuito de oferecer ensino e uma educação na fé católica. A Congregação, que tem sua sede geral em Roma, na Itália e no Brasil uma Casa Provincial, então, na cidade de São Paulo, já contava com experiência na educação de jovens, tendo Ginásios em pleno funcionamento nas cidades de Cafelandia, Baurú e Marília, no estado de São Paulo.

                    O Sagrado iniciou suas atividades com 10 irmãs. Fazia parte da comunidade fundadora a Irmã Laura Orsini, que era diretora e superiora, Irmã Aquilina Caprice, Irmã Pierina Lazzarini, Irmã Francisca Paulin, Irmã Anna Festa e Irmã Cecília Maestrelli. As irmãs moraram provisoriamente numa casa alugada onde seria erguido o Colégio.

                    O Estabelecimento, então com dois andares, foi construído na espaçosa Av. Iguaçu, ponto tranqüilo da cidade, com muita área verde, ausência de ruídos, num grande terreno com amplo pátio, salubre e servido por linhas de bondes e auto lotação.

-           Área total do terreno – 4.586 metros quadrados

-           Área construída – 970 metros quadrados com 3 pavimentos

-           Área coberta – 224 metros quadrados

-           Área livre – 3.392 metros quadrados

                   O programa abrangia cursos de aperfeiçoamento em ciências, letras, música, bordado e trabalhos manuais.

  

O CURSO PRIMÁRIO

                    Em 3 de outubro de 1938, o Colégio obteve Licença para Funcionamento do CURSO PRIMÁRIO, preenchidas as formalidades exigidas pelo Decreto Lei nº 6149 de 10 de janeiro de 1938.

  

O CURSO GINASIAL

                   Com a preocupação em aprofundar mais o ensino, em 15 de janeiro de 1938, teve início o CURSO GINASIAL, após aprovação de relatório e verificação das condições do Estabelecimento pelo Dr. Djalma Cavalcanti. Em fevereiro do mesmo ano foi realizado o 1º Exame de Admissão, sob a presidência do Inspetor Armando Petrelli.

                   Em 15 de fevereiro de 1938, o Dr.Oswaldo Nascimento Bittencourt, foi nomeado por Decreto, pelo Presidente da República, para ocupar o cargo de 1º Inspetor Federal do Ensino Secundário, do Estabelecimento. Nesta ocasião a Irmã Melania Galli era responsável pela Direção do Colégio, que estava subordinado à Irmã Provincial, residente em São Paulo.

                   De acordo com o Artigo 9º do Estatuto, a Diretoria do Colégio é composta de uma Diretora, com mandato de três anos, os quais podem ser renovados, uma Diretora Substituta, uma Secretária e uma Tesoureira como auxiliares, de livre escolha e nomeação da Diretora, todas pertencentes à Congregação. Na Tesouraria era usado um Livro Caixa, um Livro Auxiliar e o Livro de Despesas Gerais. Os cursos Pré - Primário, Primário e Normal tinham uma diretoria própria, subordinadas a Irmã Melania. Na época era designado uma Irmã para acompanhar cada Professor, durante a aula, com o intuito de manter a mais completa disciplina.

  

O CURSO CIENTÍFICO

                   Em 9 de abril de 1942, o Estabelecimento fica autorizado a funcionar como Colégio Sagrado Coração de Jesus, passando a ter os Cursos Clássico e Científico, através do Decreto Lei nº 4245, do então Presidente da República, Sr. Getulio Vargas.

                   Em 30 de dezembro de 1942, após novo relatório dos Inspetores Federais: Dr. Oswaldo Nascimento Bittencourt, Dr. Armando Jorge Pinheiro Machado e Benedito Felipe Rauen, o Estabelecimento obteve reconhecimento, passando a ter regalias do regime de Inspeção Permanente, pelo decreto nº 11.178, expedido pelo Ministério da Educação e Saúde.

                   Em 17 de março de 1943, pelo decreto federal 11.945, o Colégio recebeu autorização definitiva para funcionamento do CURSO GINASIAL, e em 17 de março de 1943, pelo Decreto 11.945, recebeu autorização definitiva para funcionamento do CURSO CIENTÍFICO, sob o regime de internato e externato, para o sexo feminino, oferecendo os seguintes cursos:

-           Pré – Primário (a partir dos 5 anos de idade)

-           Primário – com duração de quatro anos

-           Ginasial ou Secundário: 1º ciclo - Colegial - com 4 séries (duração de quatro anos)

                                                       2º ciclo - curso Clássico e curso Científico - com 3 séries

-  Cursos particulares de violino, bandolim, trabalhos manuais, desenho, pintura, flores artificiais, bordados a mão e a máquina, escrituração mercantil e datilografia.

 

Horário de funcionamento: Pré – Primário e Primário – das 12:30 às 16:30

                                            Secundário – 1º e 2º ciclo – das 8 às 12 horas

Uniforme diário:

-           1 saia pregueada de casimira azul marinho e blusa da mesma cor

(saia com suspensório para o Curso Primário e Ginasial)

-           2 blusas de fustão branco (1 de mangas compridas e 1 de mangas curtas)

-           1 casaquinho de lã azul marinho

-           vestidos de tricoline azul

-           2 aventais pretos de mangas compridas

-           sapatos pretos fechados, de salto baixo e meias pretas

     Obs: no Curso Normal e Científico a saia não tem suspensório e em lugar do laço

             usarão gravata azul marinho

Uniforme de gala:

-           1 saia pregueada de casimira azul marinho e blusa da mesma cor

-           blusa branca de seda

-           colarinho e punhos brancos, luvas brancas, laço de fita azul, 1 boina azul marinho 

-           meias e sapatos pretos de amarrar, de acordo com o modelo do Colégio

Dormitórios para as Internas:

Eram em número de 5: Dormitório A – 35 camas para Internas maiores de 15 anos

                                 Dormitório B – 32 camas para Internas de 12 a 14 anos

                                 Dormitório C – 12 camas para Internas de 9 a 11 anos

                                 Dormitório D – 32 camas para Internas de 12 a 14 anos

                                 Dormitório E – 15 camas para Internas de 5 a 9 anos de idade

Em cada dormitório havia um leito destinado a uma vigilante, que prestava assistência às alunas e mantinha o silêncio indispensável ao repouso.

                    Em 1943 o Colégio contava com um total de 520 alunas.    

                    Em 1944 é fundado o Grêmio Estudantil e em 1946 é inaugurada a Capela do Colégio.

  

ALGUMAS CURIOSIDADES

-           As Internas só poderiam receber visitas que fossem autorizadas pelos Pais, aos domingos, no seguintes horários: das 10 às 11 e das 14 às 16 horas

-           Uma vez ao mês as Internas poderiam visitar seus Pais, com a licença dos mesmos, aos sábados, das 14 às 17 horas e retornar 2ª feira, às 8 horas. As que não chegassem no horário, perderiam a saída no mês seguinte. Saídas extraordinárias só se concediam nos dias de aniversário natalício dos Pais e das próprias alunas

-           Só era permitido as alunas ter correspondências com os Pais, o que acontecia somente aos domingos, ou com quem os pais autorizassem

-           Não era permitido às alunas, o uso do telefone, exceto em casos especiais. Era também vedado às alunas saírem para tomar injeções ou fazer consultas médicas de sua escolha

-           Era proibido para as alunas usarem jóias, maquiagem e pintar unhas

-           Revistas, jornais, livros, postais, cartas, não poderiam ser recebidos pelas alunas sem o visto da Diretora e se houvesse desobediência neste sentido, os objetos seriam retirados, sem direito a restituição

-           Não era permitido a matrícula de meninas expulsas de outros colégios e tampouco meninas com doenças contagiosas 

-           O boletim era encaminhado mensalmente aos Pais

  

O CURSO NORMAL

                    Em 1946 o Colégio pediu autorização ao Governo do Estado para funcionamento do CURSO NORMAL, no 2º ciclo. Foi designada então uma comissão pela diretoria Geral de Educação do Estado, constituída pelas Professoras Helena Kolody e Eny Caldeira para verificar as condições e requisitos legais do Estabelecimento. O Ensino Normal ficou oficialmente reconhecido pelo decreto 2.332 em 25 de junho de 1946, concedido pelo Interventor Federal do Estado do Paraná (Governador do Estado), sob a denominação Escola Normal Sagrado Coração. Era Inspetor Federal do Colégio o Dr. Edgar Linhares Filho.

  

O JARDIM DE INFÂNCIA

                    Em 1946 teve início o JARDIM DE INFÂNCIA e a partir de 1991 teve início o MATERNAL.

                     Em 1946, o Colégio contava então com 116 alunas Internas e possuía: Laboratório de Física, Laboratório de Química, Laboratório de História Natural, Sala de Geografia, Sala de Ciências Físicas e Naturais, Auditório, Sala de Desenho, Ginásio para Educação Física, Biblioteca, Sala dos Professores, além da sala de recreio com jogos de dama, xadrez, dominó, ping-pong, etc.

                   Em 1952 o Colégio tinha 113 alunas Internas e contava com três Inspetores Federais o Dr. Oswaldo Nascimento Bittencourt, o Sr. Hélio Amaral Camargo e a Sra. Helena Kolody.

                    Em 2 de maio de 1956 o Colégio adquiriu personalidade jurídica de

direito privado, sem fins lucrativos, beneficente, filantrópicos e de assistência social, voltada para a educação e amparo da infância e da adolescência.

                    Em 1956 houve o desmembramento da província Brasileira em Província de São Paulo e Província do Paraná, com sede em Curitiba, ficando, portanto, o Colégio Sagrado Coração de Jesus subordinado a esta última Província.

                    Em 1962 foi criada a Associação de Pais e Mestres, em 1966 acontece a reforma e ampliação do prédio. Em 1967 inaugura-se a Escolinha de Artes. Em 1972 foi realizada a primeira Feira de Ciências.

                     Com a Reforma de Ensino, Lei 5692 de 11 de agosto de 1971 e extinção do Curso Científico, o Colégio passou a oferecer os Cursos Técnicos de Nível Médio: CURSO TÉCNICO DE SECRETARIADO e CURSO TÉCNICO DE LABORATÓRIOS MÉDICOS. Em 1980, após a reforma da Grade Curricular, o Curso de Laboratórios Médicos converteu-se em CURSO DE AUXILIAR EM PATOLOGIA CLÍNICA, extinto em 1984.

                      De 1972 a 1985 funcionou, nas das instalações do Colégio, o CURSO DE INGLÊS audiovisual, pelo método CCAA.

                    Em 1985 e 1986 tivemos o CURSO PROPEDÊUTICO. Na década de 80 tivemos também o CURSO DE DATILOGRAFIA.

                     De 1982 a 1986 tivemos o CURSO ADICIONAL para Formação do Professor.

O CURSO TÉCNICO EM SECRETARIADO

                    Em 13 de março de 1969, o Colégio Sagrado Coração de Jesus passou a oferecer o CURSO TÉCNICO EM SECRETARIADO, de nível Médio, autorizado pelo Diretor de Ensino Comercial Dr. Rubens Baptista de Oliveira e atendendo a preferência pelo curso profissionalizante. Além das disciplinas básicas, o curso dispunha de aulas de Contabilidade, Estenografia, Datilografia. Para funcionamento do Curso Técnico em Secretariado, foi adaptado, na planta do Colégio, um Escritório Modelo e um Gabinete Mecanográfico. O curso foi extinto em 1984 e o Colégio formou 14 turmas de Secretariado.

                     A partir de 1991 há mudança do uniforme escolar, iniciam-se os cursos de Balé Clássico e Jazz e, em 1993, introduz-se a Informática na Educação.

                    Em 1994, sob a direção da Irmã Lucila o Anfiteatro sofreu grande reforma tornando-se um espaço confortável, com capacidade para 500 lugares e infra-estrutura de áudio e vídeo. O projeto contou com novo revestimento de piso, paredes e poltronas do auditório, novo sistema de sonorização, iluminação e climatização. A conclusão das obras deu-se em 29 de agosto de 1995 e a inauguração em 21 de setembro de 1995.

                    Em 1996 acontece a grande mudança, o Colégio, tradicionalmente feminino, passou a receber matrículas de meninos.

                    Foram muitas as reformas, melhorias e aperfeiçoamento de instalações. O Colégio dispõe hoje de Laboratório de Química, Biologia, Física e Matemática, laboratório de Tecnologias, Salas de Vídeo, Parques Infantis, Piscina infantil, Mini auditório e uma ampla e acolhedora Capela, aberta todos os dias, que pode ser visitada a qualquer hora por funcionários, alunos e comunidade.

                    Como atividades extra curriculares, o Colégio oferece Basquete, Futsal, Voleibol, Handebol, Ginástica Rítmica, Xadrez, Judô, Ballet, Jazz, Piano, Teclado, Violão, Teoria Musical, Bateria, Percussão, Coral, Pintura, Desenho e Artesanato. Fora do Colégio oferece Natação, Banda Musical e Culinária.

  

A EDUCAÇÃO GERAL E O ENSINO MÉDIO

                    Com a Reforma do Ensino e extinção dos Cursos Técnicos de Nível Médio, em 1993 o Colégio passou a oferecer o CURSO DE EDUCAÇÃO GERAL. Com a lei 9394 de 1996 este curso passou a denominar-se ENSINO MÉDIO.

 

 

O COMPLEXO ESPORTIVO - CULTURAL

                    No dia 2 de agosto de 2002, sob a direção da Irmã Maria Zorzi, foi inaugurado o Complexo Esportivo-Cultural com uma área de aproximadamente 12 mil metros quadrados distribuídos em sete andares, possuindo três quadras poliesportivas, Ginásio de Esportes, estacionamento próprio para mais de 100 carros, Biblioteca com 1200 metros quadrados contendo Gibiteca, Biblioteca Virtual, Biblioteca Infantil, Centro de Estudos-Pesquisa e Leitura, um andar somente para leitura e uso de Internet on-line 24 horas, Sala de Convivência, ampla Praça de Alimentação, Salão de Festas para aniversários e eventos, hall de exposições, salas especiais para xadrêz, judô, ginástica rítmica, ballet, jazz, artes e música, atelier de pintura, desenho e artesanato, playgroud.

 

 

AS DIRETORAS DO COLÉGIO

1918 – Irmã Laura Orsini, a primeira Diretora

1938 – 1946 - Irmã Melania Galli, durante 9 anos

1947 – 1950 - Irmã Melania Galli e Irmã Verônica Sbríssia, durante 4 anos

1951 – 1955 - Irmã Clara Milani, durante 5 anos

1956 – Irmã Maria Amélia Guaraciaba

1957 – Irmã Elisia Scurato

1958 e 1959 - Irmã Ludovica Luca

1960 – 1963 - Irmã Maria Cristina Sbeghen, durante 3 anos

1964 – 1972 - Irmã Elvira Nathalina Nichele, durante 9 anos

1973 – 1974 - Irmã Maria Josefina Suzin

1974 – 1979 - Irmã Thereza Paulin, durante 6 anos

1980 – 1985 - Irmã Fernanda Sbríssia, durante 6 anos

1986 – 1990 - Irmã Maria Zorzi, durante 5 anos

1991 – 1999 - Irma Lucila Cella, durante 9 anos

2000 – 2006 - Irmã Maria Zorzi

2006 -  2007 - Irmã Neli Faccin

2007 -  2011 - Irmã Arlene Ferrari

2012 - 2013  - Irmã Alessandra Silva de Assis

2013 - 2014 - Irmã Luciane Taffarel Gomes

2015 até 30/06/2017 - Irmã Marinês Tusset

A partir de 03/07/2017 até a presente data, Patrícia Viviane Pereira de Almeida


SECRETÁRIAS

1938 - Irmã Francisca Paulino

1939 – 1947 - Irmã Affonsina Ribeiro, durante 9 anos

1948 e 1949 - Irmã Aurora de Souza

1950 – Irmã Angélica Mazzarotto

1951 e 1952 - Irmã Laura Assis de Oliveira

1953 – 1967 - Irmã Hélia Pereira, durante 15 anos                   

1968 – 1987 - Irmã Irene Cavassin, durante 20 anos

1988 – 1992 - Irmã Cleide Conceição Casagrande, durante 5 anos

1993 - Irmã Elza Conte

2008 até a presente data - Irmã Madalena Peixoto 

ATUALIZADO EM 24 DE OUTUBRO DE 2017.

   EXTRAÍDO:

-  RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PERMANENTE  GINÁSIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS DE 1941

-  RELATÓRIO DE INSPEÇÃO DA ESCOLA NORMAL SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS DE 1946

-  RELATÓRIO DE INSPEÇÃO PERMANENTE  GINÁSIO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS DE 1952

-  RELATÓRIO ANUAL GINASIAL E CIENTÍFICO DE 1967

-  RELATÓRIO DO CURSO TÉCNICO DE SECRETARIADO DE 1969

-  PLANO DE IMPLANTAÇÃO DE ENSINO DE !º GRAU – 1972

-  HISTÓRIAS DO CORAÇÃO – EDIÇÃO COMEMORATIVA DOS 80 ANOS DO COLÉGIO

-  GAZETA DO POVO – EDIÇÃO ESPECIAL – 27 DE ABRIL DE 1998

-  APÓSTOLAS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - EDIÇÃO COMEMORATIVA DE 100 ANOS NO BRASIL

-  REVISTA SUCCESS – ANO IV – Nº 22